sexta-feira, 2 de abril de 2010

Se for de fritura, vá de pastel!

Um dos mais populares quitutes gordurosos da vida de qualquer pobre: o PASTEL. Quem nunca passou pela feira e comeu o pastelzinho com caldo de cana? Nada como aquele papel todo engordurado e o cheirinho de fritura no oléo preto que dá todo o sabor especial ao "prato", não é? E, nós aqui do Fast Food de Pobre não poderíamos deixar passar o pastel que ganhou o concurso de melhor pastel de São Paulo.

O concurso foi promovido pela Prefeitura da cidade. Aproximadamente 730 barracas participaram e foram avaliadas entre o dia 15 de setembro e o dia 4 de outubro. Foram distribuídas urnas pelas feiras de São Paulo com cédulas de votação em que o público devia atribuir uma nota de zero a dez para quesitos como recheio, quantidade de gordura e sabor. Os pastéis que obtiveram as melhores notas foram selecionados para a final e avaliados por jurados como Allan Villa Espejo (proprietário dos restaurantes Don Pepe Di Napoli, Forneria Di Napoli, Pepitto, Vila Conte e Al Maré), Marcelo Duarte (Jornalista, apresentador da ESPN e Band News, colunista do jornal da Tarde e autor de diversas obras) e Bruno Stippe (Presidente FIC Brasile e proprietário do restaurante Cantina C... Que Sabe) entre diversos outros nomes.

Em primeiro lugar, ganhando 8 mil reais, ficou o Pastel da Maria (às terças-feiras na Praça Charles Miller, no Pacaembu; às quartas-feiras na Rua Cayowaá, em Perdizes, e na Rua Capitão Manoel Novaes, no Jardim São Bento; às quintas-feiras na Praça Charles Miller, no Pacaembu; aos sábados na Praça Parque Novo Mundo, na Vila Maria; e aos domingos na Rua dos Trilhos, na Mooca). Emocionada, a dona da barraca disse na entrega do prêmio que iria dividí-lo com seus funcionários.

E, numa bela quinta-feira, quanto o tempo permitiu, fomos conferir as sensações do vencedor. Eu, Dri, fui de pastel de palminto. O João, do preferido da galera: carne. É claro que não experimentamos os pastéis das outras 730 barracas, mas posso dizer que o Pastel da Maria mereceu sim o prêmio. Massa sequinha e fina (não cimenta a barriga!), recheio bem temperado (não era aquele monte de palmito picado insosso) e bem servidinho. O de carne também estava bem temperado, com um leve toque de gengibre (delícia!). Para dar um plus, a barraquinha ainda serve um molhinho de ervinhas e temperos (mais conhecido como "molhinho verde") muito bom, combinando com todos os sabores sem ser forte demais (para os acostumados à comidinha de vovó sem tempero) mas muito saboroso.

A barraquinha também conta com funcionários muito simpáticos e uma grande diversidade de sabores. Desde os clássicos carne, pizza, queijo e palmito há também os de bacalhau, carne seca com queijo, escarola com queijo, camarão e outros.
Vale a pena conferir!

O que: Pastel
Local: Pastel da Maria - às terças-feiras na Praça Charles Miller, no Pacaembu; às quartas-feiras na Rua Cayowaá, em Perdizes, e na Rua Capitão Manoel Novaes, no Jardim São Bento; às quintas-feiras na Praça Charles Miller, no Pacaembu; aos sábados na Praça Parque Novo Mundo, na Vila Maria; e aos domingos na Rua dos Trilhos, na Mooca.
Preço: R$ 2,50 o pastel comum e R$ 5,00 o especial (quase o dobro do tamanho).
Atendimento: Simpatia e rapidez, mesmo com bastante movimento.
Efeitos Colaterais: Bolso feliz e barriguinha cheia. Só as gordurinhas localizadas é que não agradecem.
Avaliação:

7 comentários:

  1. Oi, Adriana, obrigada pelo link e o comentário no blog! Vou passear pelo seu espaço também! ;o)

    ResponderExcluir
  2. Huuummm!!! Realmente o "pastel de feira" é o fast food de pobre preferido por todos!!!!

    ResponderExcluir
  3. Pastel de feira é disparado o melhor!
    Lembro de ter comido faz anoos atrás o pastel na praça Charles Miller, será que era da Maria? haha. Acho que vou conferir novamente! ;)

    ResponderExcluir
  4. Eu amo pastel. Sou bem mais comer pastel que pizza.

    Não sabia desse concurso, queria ter sabido para poder comer tod... ops, votar. Tem uma barraca de um japonês numa feira perto de casa em que eu como pastel desde que me entendo por gente. Não sei como é o pastel da Maria, mas até hoje não comi um massa melhor que a do japonês.

    Vou tentar ir experimentar o pastel da Maria. A barraca instala-se bem longe de casa, mas é pastel, né, e pastel sempre vale a pena. :P

    ResponderExcluir
  5. Olá, meu nome é Sonia, estou iniciando um blog de receitas, já que adoro cozinhar e gostaria de compartilhá-las com você.

    Quando puder me faça uma visitinha!

    http://minhacozinhamagica.blogspot.com

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Nunca experimentei o pastel da Maria, mas convido a todos a experiência do pastel da Mitico, que também participou do concurso, e ficou em quarto lugar. Hoje tem uma loja muito simpática - A Mitico Pastel -, na Rua Dr Cesar, 1141, em Santana, na qual, segundo o próprio slogan da proprietária, pode-se comer pastel de feira no conforto de uma lanchonete. O espaço é bem bacana, clean, e o atendimento ótimo. Tem convênio com estacionamento e o preço é de feira, para os pastéis tradicionais, com um pequeno acréscimo para os mais sofisticados - R$ 2,50, R$ 3,00 e R$ 5,00 (o especial). Tem também salgados assados para quem quer evitar as frituras. Quem puder, confira.

    ResponderExcluir
  7. Melhor que pastel é o espetinho...aqui na cidade onde estou morando ele reina...são mais de 20 lugares diferentes pra poder comer...e preço bom é o que não falta!!!

    ResponderExcluir